-->

Notícias

16 abril 2022

Justiça baiana obriga Ifood a pagar salário para entregador acidentado

Justiça baiana obriga Ifood a pagar salário para entregador acidentado




A juíza do Trabalho Viviane Christine Martins Ferreira determinou que o Ifood pague um salário para um entregador, que perdeu o movimento de uma das mãos por ter sido atingido por um tiro durante o trabalho. No caso, o entregador está há cinco meses sem trabalhar devido ao acidente, sem qualquer tipo de auxílio. O Ifood nega ter obrigações trabalhistas com o entregador.



Na decisão da juíza, publicada nesta terça-feira (12), a empresa foi obrigada a pagar o valor de um salário para o entregador, até que ele consiga o auxílio-acidente, através dos órgãos previdenciários, ou que recupere sua capacidade de trabalhar. A ação foi movida pelo projeto Caminhos do Trabalho, que entrou com processo na última sexta-feira (8). A parceria da Ufba com o Ministério Público do Trabalho da Bahia (MPT-BA), o projeto auxilia gratuitamente trabalhadores para dar atendimento médico e assessoria jurídica.



"É uma decisão inédita no Brasil. Eles vão ter que pagar enquanto corre o processo, então se antes eles estavam enrolando, agora o tempo corre contra eles", afirma o coordenador do projeto na Ufba, Vitor Filgueiras.

Responsabilidade: Imagens, artigos ou vídeos que existem na web às vezes vêm de várias fontes de outras mídias. Os direitos autorais são de propriedade total da fonte. Se houver um problema com este assunto, você pode entrar em contato