Notícias

domingo, 25 de abril de 2021

Morre menina de 6 anos agredida pela mãe e pela madrasta

Morre menina de 6 anos agredida pela mãe e pela madrasta

Morreu na madrugada deste sábado (24) a menina Ketelen Vitória Oliveira da Rocha, de 6 anos, que foi agredida e torturada pela mãe e pela madrasta em Porto Real, no Rio de Janeiro. As informações são do jornal Extra.

Ketelen estava internada em estado grave, com quadro de politraumatismo e coma arreflexo, desde segunda-feira (19), e, de acordo com o boletim médico do hospital, ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

A menina foi espancada pela madrasta, Brena Luane Barbosa Nunes, de 25 anos, e pela mãe, Gilmara Oliveira de Farias, de 27 anos. Ainda segundo o Extra, as agressões começaram na sexta-feira (16) e se estenderam até a segunda.

O socorro foi chamado pela mãe de Brena, que mora na mesma casa que as duas moravam com a criança. Segundo ela, a filha sempre teve um comportamento agressivo com namoradas e familiares, mas que é a primeira vez que sabe sobre um caso de agressão a uma criança.

“Essa é a primeira vez que ela faz isso. Ela sempre teve esse comportamento agressivo. O relacionamento dela com a Gilmara era marcado por brigas. Antes dela, Brena namorou outra mulher, e era assim também”, disse a mãe de Brena ao Extra.

Segundo a mãe da madrasta de Ketelen, as agressões à criança aconteciam em conjunto, muitas vezes comandadas por Gilmara.

“As duas são culpadas [pela morte]. Tanto a mãe quanto a madrasta. Não estou culpando uma só e deixando a outra livre, não. Gilmara mandava a Brena bater na menina, ou então as duas batiam”, diz a mãe de Brena.

Na quarta-feira (21), a Justiça decretou a prisão preventiva das duas mulheres. De acordo com o juiz Marco Aurélio da Silva Adania, responsável pela decisão, as duas confessaram o crime à 100ª DP.

Responsabilidade: Imagens, artigos ou vídeos que existem na web às vezes vêm de várias fontes de outras mídias. Os direitos autorais são de propriedade total da fonte. Se houver um problema com este assunto, você pode entrar em contato