-->

Notícias

30 janeiro 2022

Pais que não vacinarem os filhos podem até perder a guarda

Pais que não vacinarem os filhos podem até perder a guarda




Apesar de aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e ser recomendada por especialista de todo o mundo, a vacinação de crianças contra a Covid-19 vem sendo desestimulada pelo governo Bolsonaro. O Ministério da Saúde, por exemplo, emitiu recentemente uma nota técnica para dar embasamento jurídico aos antivacina, dando orientações para justificar o caráter não obrigatório da imunização infantil. Já o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, comandado por Damares Alves, lançou documento em que disponibiliza um disque-denúncia para pessoas que se sentirem “violadas” por não quererem se imunizar ou vacinar os filhos. O próprio Jair Bolsonaro já afirmou, por mais de uma vez, que sua filha de 11 anos não será vacinada. A última declaração neste sentido foi dada em live no dia 6 de janeiro. Apesar do contorcionismo retórico do governo, os pais e responsáveis tem obrigação de vacinarem as crianças e, se não o fizerem, estão sujeitos a sanções, inclusive a perda da guarda.

Responsabilidade: Imagens, artigos ou vídeos que existem na web às vezes vêm de várias fontes de outras mídias. Os direitos autorais são de propriedade total da fonte. Se houver um problema com este assunto, você pode entrar em contato