‘Matei meus filhos, me deixa morrer’, disse mãe a policiais depois do crime

 




“Matei meus filhos, me deixa morrer”. Essa foi a primeira frase dita por Stephany Ferreira Peixoto quando policiais entraram na casa dela, em Guapimirim (RJ), na tarde da segunda-feira (10)). Ela estava sentada e coberta de sangue.

Na casa, estavam os corpos dos dois filhos de Stephany, de 3 e 6 anos de idade, mortos a facadas.





O crime aconteceu por volta das 13h30 e depois de matar os filhos Stephany cortou os pulsos, segundo contou o delegado Antônio Silvino Teixeira, da 67ª Delegacia, ao site Metrópoles. “O quadro: ela sentada na sala, sangrando muito nos pulsos. Perguntaram pelas crianças e ela apontou para o quarto. A autora não falou nada sobre os fatos, só ‘matei meus filhos, me deixa morrer’. No entanto, foi socorrida para o Hospital José Rabelo Melo, e seu estado de saúde é estável”, diz.

O marido de Stephany e pai das crianças estava bastante abalado. Ele contou aos policiais que a mulher sempre foi uma excelente mãe. Todos os conhecidos apontaram que ela tinha um comportamento considerado normal, sem nada que indicasse problemas.

Stephany chegou a ligar para o marido no dia do crime dizendo que ia se matar. Ele avisou vizinhos, que chamaram a polícia, e voltou correndo para casa. Quando a polícia chegou, já encontrou as crianças mortas e Stephany ferida.

Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Teresópolis. Já Stephany está custodiada no hospital para o qual foi socorrida.

(Fonte: Correios24horas)
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!