Moro dispara acusações contra Bolsonaro: "comemorou quando Lula foi solto" e "sabotava o que eu fazia"




247 - O ex-juiz  Sergio Moro, pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, disparou novas acusações contra seu antigo aliado Jair Bolsonaro. Em entrevista à Rádio Jovem Pan Paraná, ele afirmou que o chefe de governo comemorou quando o ex-presidente Lula foi solto, em 2019, depois de uma decisão do Supremo Tribunal Federal determinar que uma pessoa só pode ser presa após esgotado os recursos.




Segundo ele, o evento teria beneficiado Bolsonaro "literalmente". “O que a gente sabia é que o Planalto, o presidente comemorou quando o Lula foi solto em 2019 porque ele entendia que aquilo beneficiava ele literalmente. Então, ele não trabalhou para manter a execução em segunda instância”, disse.
Sabotagem

Moro afirmou que pediu demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública por conta da sabotagem que teria sofrido. “Ele não fez nada disso. Ao contrário, começou a sabotar o que eu fazia. Até que chegou em um momento que eu simplesmente saio [do ministério]”, disse.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!