Doria e Moro são 'personas non grata' em jantar que deve ter Lula e Alckmin, diz organizador




CAMILA MATTOSO
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Os organizadores do jantar que deve reunir publicamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (sem partido) pela primeira vez desde que começaram a flertar por união na eleição de 2022 calculam que ao menos 30 parlamentares vão ficar de fora do evento por causa da superlotação.



Marco Aurélio Carvalho, coordenador do grupo Prerrogativas, responsável pelo jantar, disse que esses políticos chegaram tarde e, infelizmente, não há mais espaço.


Segundo ele, somente João Doria (PSDB) e Sergio Moro (Podemos) são "personas non gratas" no encontro. "Doria e Moro, juntos, pariram o Bolsonaro. Não são bem-vindos, são radiativos", disse à reportagem.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!