-->

Notícias

10 dezembro 2021

Bahia leva virada com pênalti polêmico, perde para o Fortaleza e é rebaixado para a Série B

Bahia leva virada com pênalti polêmico, perde para o Fortaleza e é rebaixado para a Série B




No último jogo de 2021, o Bahia entrou em campo com uma dura missão: se manter na primeira divisão. O objetivo ia sendo conquistado até os 33 minutos do segundo tempo, mas o Esquadrão tomou a virada do Fortaleza, perdeu por 2×1, no Castelão na noite desta quinta-feira (9), e amargou a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro.

O Bahia abriu o placar no primeiro tempo, em cobrança de pênalti de Rodriguinho. Também em penalidades, o Fortaleza conseguiu a virada com Wellington Paulista, na primeira etapa, e Pikachu, no segundo tempo.




O tricolor viu ainda Grêmio e Juventude vencerem os seus jogos e terminou o Brasileirão na 18ª colocação, à frente apenas de Chapecoense e Sport. Enquanto o Juventude conseguiu se salvar, o Grêmio caiu junto e também vai jogar a segundona em 2022.

VACILO NO FIM
Na partida mais importante da temporada, Guto Ferreira manteve Edson no meio-campo e fez apenas uma alteração na equipe titular. Suspenso, Rossi deu lugar para Juninho Capixaba. O Bahia iniciou a partida dando a impressão de que iria se lançar ao ataque. Com menos de um minuto, Matheus Bahia arriscou chute forte de fora da área e Marcelo Boeck fez a defesa.

Passada a tentativa tricolor, o jogo se concentrou no meio-campo, com muita marcação e pouca criatividade dos dois lados. Se não dava para chegar nas jogadas articuladas, o jeito foi tentar na bola parada.

Aos 19 minutos, a defesa do Fortaleza não conseguiu cortar a bola chuveirada na área. O goleiro Marcelo Boeck saiu de forma atabalhoada e acertou um tapa no rosto de Gilberto. O árbitro marcou pênalti e, aos 24 minutos, Rodriguinho bateu no canto direito e abriu o placar para o Esquadrão.

O Bahia chegou a marcar o segundo gol minutos depois, na escapada de Gilberto, mas a arbitragem flagrou impedimento e anulou o tento do camisa 9. Com a vantagem baiana, o duelo voltou a ficar disputado, com poucas chances claras. O Bahia tentava explorar a velocidade, mas tinha dificuldade para passar pelo bloqueio do Fortaleza.

O Esquadrão ia encaminhando o triunfo na primeira etapa, mas recebeu um banho de água fria. Aos 48 minutos, Yago Pikachu foi derrubado em cima da linha por Matheus Bahia. O árbitro de campo chegou a marcar falta, mas o VAR entrou em ação e alertou sobre a penalidade. Aos 49 minutos, Wellington Paulista cobrou e deixou tudo igual.

VIRADA E QUEDA
Apesar da igualdade no placar, o Bahia desceu para o intervalo fora da zona de rebaixamento, já que o Juventude também estava empatando com o Corinthians, em Caxias do Sul. O tricolor voltou para a segunda etapa sem mudanças e nos primeiros minutos o panorama foi de um jogo equilibrado.

O Fortaleza assustou na cabeçada de Éderson, mas o Bahia respondeu na conclusão de Juninho Capixaba que passou riscando o travessão. Para tentar deixar o Bahia um pouco mais solto, Guto colocou Lucas Mugni no lugar de Juninho Capixaba, que deixou o campo machucado. Mesmo assim o duelo seguiu com pouca inspiração.

A chance que o Bahia esperava apareceu aos 25 minutos No contra-ataque, Raí disparou com espaço, ganhou do marcador e invadiu a área. Mas o atacante demorou para finalizar e foi desarmado por Éderson.

Aí o jogo ganhou emoção, mas pelo lado do Fortaleza. Danilo Fernandes operou um milagre no chute sem ângulo de Igor Torres. Na sequência da jogada, a bola explodiu no braço colado no corpo de Conti. O árbitro foi para a revisão no VAR e deu pênalti. Aos 33 minutos, Pikachu cobrou, virou para o Fortaleza e mandou o Bahia para a zona de rebaixamento.

Para piorar a situação, quase que no mesmo instante o Juventude abriu o placar em Caxias do Sul. O Bahia passou a depender então do triunfo sobre o Fortaleza.

No desespero, Guto partiu para o tudo ou nada e mandou Rodallega, Daniel e Ronaldo para o jogo. O Esquadrão conseguiu duas boas oportunidades com Rodallega e Gilberto, mas parou no goleiro Marcelo Boeck.

Nos minutos finais, o Bahia se mostrou um time sem forças para reagir. Aí, o Fortaleza aproveitou a grande festa que preparou no Castelão para o encerramento da temporada, venceu o jogo, enquanto o tricolor chorou mais um rebaixamento na sua história.

FICHA TÉCNICA
Resultado: Fortaleza 2 x 1 Bahia
Campeonato Brasileiro – 38ª rodada
Local: Arena Castelão, em Fortaleza
Data: 09/12/2021 (quinta-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (FIFA-SP)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Cartões amarelos: Matheus Vargas, Osvaldo, Marcelo Boeck (Fortaleza) / Raí Nascimento, Conti (Bahia)

Gols: Rodriguinho (Bahia) / Wellington Paulista, Yago Pikachu (Fortaleza)

Fortaleza: Marcelo Boeck; Tinga, Marcelo Benevenuto e Titi; Felipe (Éderson), Matheus Jussa, Yago Pikachu e Matheus Vargas (Lucas Lima); Osvaldo (Bruno Melo), David (Depietri) e Wellington Paulista (Igor Torres). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

Responsabilidade: Imagens, artigos ou vídeos que existem na web às vezes vêm de várias fontes de outras mídias. Os direitos autorais são de propriedade total da fonte. Se houver um problema com este assunto, você pode entrar em contato