-->

Notícias

17 dezembro 2021

ACM Neto critica falta de investimentos na segurança: “Tem muitos municípios que a delegacia só funciona porque o prefeito sustenta”

ACM Neto critica falta de investimentos na segurança: “Tem muitos municípios que a delegacia só funciona porque o prefeito sustenta”




Em Ibotirama, pré-candidato ao governo destaca potencial da agricultura e diz que falta visão estratégica e plano para o futuro

O pré-candidato a governador ACM Neto (Democratas) voltou a criticar nesta quinta-feira (16) a situação da segurança pública no estado e afirmou que, em muitos municípios baianos, a delegacia só funciona porque os prefeitos sustentam. Em viagem a Ibotirama, ele ainda destacou o potencial da agricultura na região e disse faltar ao governo uma visão estratégica e um plano para o futuro.

A agenda ainda conta com visitas às cidades de Bom Jesus da Lapa e Paratinga, com a presença do deputado federal Arthur Maia (Democratas), do ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo de Carvalho, do ex-governador Paulo Souto, além de prefeitos, vice-prefeitos e lideranças da região. Em Bom Jesus da Lapa, Neto visitou nesta quinta o tradicional Santuário, que funciona em uma gruta descoberta no século 17 e atrai anualmente milhares de peregrinos de todo o país.

Ao falar sobre a segurança pública da Bahia, Neto disse que, desde 2017, a Bahia “bate recorde atrás de recorde na insegurança e na criminalidade”. “Quando a gente vai ouvir o que o governador tem para falar, o que é que ele fala? Ele diz que o problema da violência é um problema nacional, e não é verdade, porque tem muitos estados que estão reduzindo a criminalidade, o número de homicídios e de assaltos”, afirmou.

“Na verdade, o problema principal é a falta de envolvimento, de pulso, de firmeza e de decisão para enfrentar essa questão. O que nós precisamos para melhorar a segurança pública na Bahia é ter um governador que chame para si a responsabilidade, que não delegue, não transfira, não procure culpados e nem desculpas e é isso que eu pretendo fazer caso tenha a oportunidade de ser governador. Um governador que chegue no interior e olhe a realidade. Tem muitos municípios que a delegacia só funciona porque é o prefeito que sustenta”, acrescentou.

Destacando o potencial da agricultura na região, ACM Neto disse que a base econômica da Bahia parou há muito tempo. “A gente não vê investimentos, a expansão industrial, a gente não vê o apoio à agricultura seja aos empresários que trabalham na agricultura, seja, principalmente, ao pequeno produtor, o homem do campo”, pontuou.

“Aqui foi falado hoje e eu quero sublinhar o potencial da região. Temos essa dádiva da natureza que é o nosso rio, mas, no entanto, cadê a água chegando na propriedade do agricultor familiar para que ele possa viver? Aqui foi tratado a questão da energia, a questão das estradas, da infraestrutura como um todo. A conclusão é uma só: falta uma visão estratégica, falta um plano para o futuro, falta um previsão de quais serão as ações de que o estado precisa fazer para que, no futuro, essa realidade mude. É esse olhar diferenciado que eu quero trazer para cada região da Bahia”, salientou.

ACM Neto critica falta de investimentos na segurança: “Tem muitos municípios que a delegacia só funciona porque o prefeito sustenta”

Em Ibotirama, pré-candidato ao governo destaca potencial da agricultura e diz que falta visão estratégica e plano para o futuro

O pré-candidato a governador ACM Neto (Democratas) voltou a criticar nesta quinta-feira (16) a situação da segurança pública no estado e afirmou que, em muitos municípios baianos, a delegacia só funciona porque os prefeitos sustentam. Em viagem a Ibotirama, ele ainda destacou o potencial da agricultura na região e disse faltar ao governo uma visão estratégica e um plano para o futuro.

A agenda ainda conta com visitas às cidades de Bom Jesus da Lapa e Paratinga, com a presença do deputado federal Arthur Maia (Democratas), do ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo de Carvalho, do ex-governador Paulo Souto, além de prefeitos, vice-prefeitos e lideranças da região. Em Bom Jesus da Lapa, Neto visitou nesta quinta o tradicional Santuário, que funciona em uma gruta descoberta no século 17 e atrai anualmente milhares de peregrinos de todo o país.

Ao falar sobre a segurança pública da Bahia, Neto disse que, desde 2017, a Bahia “bate recorde atrás de recorde na insegurança e na criminalidade”. “Quando a gente vai ouvir o que o governador tem para falar, o que é que ele fala? Ele diz que o problema da violência é um problema nacional, e não é verdade, porque tem muitos estados que estão reduzindo a criminalidade, o número de homicídios e de assaltos”, afirmou.

“Na verdade, o problema principal é a falta de envolvimento, de pulso, de firmeza e de decisão para enfrentar essa questão. O que nós precisamos para melhorar a segurança pública na Bahia é ter um governador que chame para si a responsabilidade, que não delegue, não transfira, não procure culpados e nem desculpas e é isso que eu pretendo fazer caso tenha a oportunidade de ser governador. Um governador que chegue no interior e olhe a realidade. Tem muitos municípios que a delegacia só funciona porque é o prefeito que sustenta”, acrescentou.

Destacando o potencial da agricultura na região, ACM Neto disse que a base econômica da Bahia parou há muito tempo. “A gente não vê investimentos, a expansão industrial, a gente não vê o apoio à agricultura seja aos empresários que trabalham na agricultura, seja, principalmente, ao pequeno produtor, o homem do campo”, pontuou.

“Aqui foi falado hoje e eu quero sublinhar o potencial da região. Temos essa dádiva da natureza que é o nosso rio, mas, no entanto, cadê a água chegando na propriedade do agricultor familiar para que ele possa viver? Aqui foi tratado a questão da energia, a questão das estradas, da infraestrutura como um todo. A conclusão é uma só: falta uma visão estratégica, falta um plano para o futuro, falta um previsão de quais serão as ações de que o estado precisa fazer para que, no futuro, essa realidade mude. É esse olhar diferenciado que eu quero trazer para cada região da Bahia”, salientou.

Responsabilidade: Imagens, artigos ou vídeos que existem na web às vezes vêm de várias fontes de outras mídias. Os direitos autorais são de propriedade total da fonte. Se houver um problema com este assunto, você pode entrar em contato