“Viúva Negra” é condenada pela morte do segundo namorado em Itabuna








Wane Brenda Gonçalves de Oliveira, de 34 anos, foi condenada, nesta sexta-feira (12), em Itabuna, no sul da Bahia. A mulher, que ficou conhecida como “Viúva Negra”, terá de cumprir mais 22 anos e 6 meses de prisão por homicídio triplamente qualificado.

Desta vez, a “Viúva Negra” foi condenada pelo homicídio de Evandro Bonfim de Sousa, que tinha de 40 anos. O crime ocorreu em dezembro de 2017, em Itabuna. A acusada está presa desde 11 de junho de 2018.

De acordo com a polícia, Evandro passou mal ao ingerir medicamento dado por Brenda em 12 de novembro de 2017. Ele chegou ao Hospital Calixto Midlej Filho vomitando e suando muito. Na ocasião, o médico disse que Evandro apresentava sintomas de envenenamento. A vítima passou por lavagem estomacal.

Evandro deixou o Centro de Terapia Intensiva (CTI) quatro dias depois, quando foi transferido para apartamento. Próximo de receber alta médica, ele teve uma parada cardíaca. A equipe médica tentou reanimação e colocou uma sonda gástrica, “por onde saía um material escuro parecido com chumbinho”.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!