Para OMS, levará algumas semanas para a captação do impacto de nova variante




Líder técnica da resposta à pandemia de covid-19 na Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove disse que ainda será preciso algumas semanas para entender o impacto da nova variante do coronavírus, identificada pela primeira vez na África do Sul. "Ainda não sabemos muito sobre a nova variante. O que sabemos é que tem grande número de mutações", comentou.




O problema das diversas mutações é o possível impacto sobre o comportamento do vírus que causa a covid-19, pontuou a representante da OMS.


Até o momento, menos de 100 sequenciamentos de genomas completos estão disponíveis, informou a líder técnica.

Kerkhove garantiu que a nova cepa está sob monitoramento e, caso se torne uma variante de interesse ou preocupação, ganhará um nome grego, como ocorreu com a Delta, por exemplo.


A líder reforçou a necessidade de que as pessoas se vacinem, uma vez que quanto maior a circulação do vírus, maior a chance de que se transforme.

"É bom que a variante esteja sendo detectada. Mostra que o sistema está funcionando", complementou Maria Van Kerkhove.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!