Deserto se transforma em depósito de toneladas de roupas... nunca usadas




O deserto do Atacama, no Chile, tornou-se no abrigo de milhares de peças de roupa que são descartadas pelos EUA, Europa e Ásia.


Em um momento em que muito se fala sobre reciclar, as imagens que nos chegam do local são a prova do impacto que o consumo excessivo e fugaz de roupas pode ter.

Segundo explica a AFP, as peças de roupa são feitas na China e no sudeste asiático, e mais tarde compradas pelo porto de Iquique, nesta região do Chile.



O objetivo é vendê-las, mas nem sempre há compradores para escoar a totalidade dos produtos. Em consequência, estes são depositadas no deserto, onde atualmente se encontram cerca de 39 mil toneladas de peças abandonadas.

As imagens que se seguem devem servir de alerta para a necessidade de uma economia circular, em que a venda de produtos que já não se utilizam - como a roupa - são uma boa forma de promover a sustentabilidade do planeta.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!