Deputado pede ao MP abertura de inquérito sobre caso de racismo entre alunos do Sartre




O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) afirmou que vai ingressar nesta quarta-feira (9) com uma representação no Ministério Público solicitando a abertura de um inquérito para apurar possíveis condutas criminosas nas mensagens racistas trocadas entre alunos do Colégio SEB Sartre, de Salvador.

Leia mais:

As imagens das conversas por WhatsApp, que continham textos como “pretos, morram” e “pode macaco no grupo?”, passaram a circular nesta quarta pela internet. A instituição é acusada de omissão diante dos fatos.

“É preciso que seja investigada a acusação de omissão da direção do Colégio SEB Sartre diante do racismo tão absurdamente manifesto de parte de seus alunos. A condução da direção do colégio diante dos fatos, caso comprovada verdadeira, é mais criminosa que as próprias ofensas raciais. A contemporização com o racismo por parte de adultos que tem como função educar é inconcebível; uma postura profundamente racista que oprime duramente os alunos negros deste colégio, um dos mais caros de Salvador, uma cidade profundamente marcada pelo racismo de sua elite com a ampla maioria de seu povo, negro”, afirmou ele.

Acompanhe o BNews também nas redes sociais através do Instagram, do Facebook e do Twitter.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!