Alcolumbre tenta atrasar e invalidar indicação de Mendonça ao STF




O presidente da Comissão de Constituição e Justiça no Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse a aliados que pretende segurar a análise do nome do ex-chefe da AGU (Advocacia-Geral da União) André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF) até 2023, segundo informações da CNN Brasil.



A manifestação de Alcolumbre teria ocorrido após ministro do STF Ricardo Lewandowski, negar, nesta segunda-feira (11), um pedido para obrigar o Senado a marcar a sabatina de Mendonça (saiba mais).



De acordo com a publicação, o senador trabalha para que a indicação de Mendonça perca validade e a cadeira na corte seja ocupada por um indicado no próximo mandato presidencial. Alcolumbre se inspirou no Senado norte-americano, que se recusou a realizar a audiência de confirmação da indicação de Merrick Garland em 2016, pelo então presidente Barack Obama. Na época, os republicanos tinham a maioria no Senado.



A indicação de Mendonça ao STF pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) completa 90 dias nesta quarta-feira (13).
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!