Ex-assessor de confiança de Pazuello é acusado de estuprar criança da própria família




O empresário e ex-assessor do ex-ministro Eduardo Pazuello, Airton Antonio Soligo, conhecido como Airton Cascavel, de 57 anos, é acusado de estuprar uma criança, que seria sua parente. Ele virou réu nesta quinta-feira (23) após ser indiciado pelo juíz substituto Nildo Inácio, da Vara de Crimes Contra Vulneráveis, em Boa Vista (RR).

A mãe da criança registrou o boletim de ocorrência contra o antigo assessor de confiança de Pazuello no último dia 14 de setembro. O crime é previsto no artigo 217-A do código Penal, acrescido do artigo 226, que considera um agravante o fato dele ser ligado familiarmente à vítima.

Segundo informações do Portal O Poder, a criança seria a sua neta.

DEFESA

Os advogados do empresário, considerado o "número dois informal" do ex-ministro da Saúde, negam a acusação e reforçam que Cascavel não tem nenhum "histórico de violência" e sempre “dedicou carinho e atenção especial” aos seus familiares.

Cascavel ficou conhecido nacionalmente após ser convocado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado. À época, ele relatou que foi convidado inicialmente para o cargo de assessor especial da pasta pelo segundo ministro da Saúde do governo Bolsonaro durante a pandemia, Nelson Teich.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!