Japão suspende uso de mais de um milhão de doses de vacina da Moderna por contaminação




O Japão suspendeu o uso de 1,63 milhão de doses da vacina da Moderna contra a Covid-19 por conta de relatos de contaminação em vários frascos de imunizante. A informação foi confirmada pela empresa farmacêutica Takeda e pelo Ministério da Saúde do país na noite da última quinta-feira (26) no horário local.

A Takeda é a empresa responsável pela venda e distribuição da vacina da Moderna no Japão. A companhia declarou que a suspensão do uso das doses se deu após o recebimento de relatórios vindos de diferentes centros de vacinação. Os documentos informaram que substâncias estranhas haviam sido encontradas dentro de frascos fechados de vacina.
PUBLICIDADE


Após consultas ao Ministério da Saúde japonês, a empresa decidiu suspender o uso de três lotes da vacina a partir de quinta-feira. A empresa também informou que a Moderna solicitou uma investigação urgente sobre a contaminação. Em nota, a empresa americana disse que a contaminação era algo pontual e isolado de um lote distribuído no Japão.
Contaminação na EspanhaParte das vacinas da Moderna distribuídas fora dos Estados Unidos são distribuídas pela farmacêutica Rovi, na Espanha. Crédito: Rovi/Divulgação

A Moderna acredita que o problema foi ocasionado em uma das linhas de produção de uma unidade de fabricação terceirizada localizada na Espanha. A empresa ressaltou que, apesar das substâncias estranhas nos lotes, não foram identificados problemas de segurança ou eficácia nos imunizantes. Porém, por precaução, decidiram suspender o uso para averiguar o caso.


A Takeda e a Moderna não entraram em detalhes sobre a natureza da contaminação, mas um porta-voz do governo japonês disse que, até o momento, não houve nenhum relato de problemas de saúde decorrente do agente contaminante. Porém, o representante disse que as pessoas deveriam consultar um médico caso sentisse qualquer sintoma fora dos especificados na bula da vacina.

De acordo com a emissora de TV japonesa NHK, os contaminantes foram encontrados em pelo menos 39 frascos fechados em oito postos de vacinação na região central do Japão, incluindo Tóquio. Segundo o Ministério da Defesa, doses de um dos lotes suspensos foram administradas em um grande centro de vacinação da pasta na cidade de Osaka.



Caso em investigação

Contudo, os enfermeiros não encontraram nenhum indício visual da presença de agentes contaminantes em vacinas que foram aplicadas nos postos de vacinação do Ministério da Defesa na cidade de Osaka. Um segundo centro de vacinação da pasta, localizado em Tóquio, não recebeu nenhuma dose que era parte dos lotes afetados.

Os relatos de contaminação envolvem doses da vacina da Moderna fabricadas pela farmacêutica espanhola Rovi, uma parceira técnica que prepara os imunizantes fora dos Estados Unidos. Em nota, o Ministério da Saúde da Espanha declarou que a Rovi está investigando as causas dessa possível contaminação sob a supervisão da Agência Espanhola de Medicamentos (AEMPS).
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!