Homem diz que menina de 15 anos morreu após sexo; polícia investiga




São Paulo – A Polícia do estado de São Paulo investiga a morte de uma menina de 15 anos que foi levada ao hospital por um homem, de 26 anos, que supostamente estava saindo com a jovem. Gabrielly Dickson Alves Nascimento deu entrada na UPA Jardim Casqueiro, em Cubatão, com quadro de parada cardiorrespiratória.


O auxiliar de serviços gerais que estava com a adolescente disse à polícia que os dois mantinham relação sexual dentro do carro, quando ele percebeu que a vítima estava desfalecida.

Segundo ele, Gabrielly apresentava lábios e peles pálidos, e suas mãos estavam contorcidas para trás.


Morte de Gabrielly foi registrada como suspeita pela Delegacia de CubatãoReprodução/Instagram



Gabrielly Dickson morreu aos 15 anos, em Cubatão (SP)Reprodução/Instagram


Adolescente deu entrada na UPA com quadro de parada cardiorrespiratóriaReprodução/Instagram


Morte de Gabrielly foi registrada como suspeita pela Delegacia de CubatãoReprodução/Instagram


Gabrielly Dickson morreu aos 15 anos, em Cubatão (SP)Reprodução/Instagram
1

Conforme nota da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado, enfermeiros afirmaram que, quando a adolescente deu entrada na unidade de saúde, ela estava inconsciente e apresentava sangramento nas partes íntimas. Não havia, no entanto, marcas de agressão.




De acordo com o G1, a família de Gabrielly não tinha conhecimento do relacionamento entre os dois e também não sabia se a menina tinha alguma doença preexistente.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!