Anvisa pede ao Butantan informações sobre doses de reforço da CoronaVac




A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou neste sábado (28) que solicitou ao Instituto Butantan informações sobre o andamento dos estudos relativos a doses de reforço ou revacinação da CoronaVac.



A Agência quer saber se há dados científicos ou regulatórios que possam subsidiar a questão em torno das doses de reforço. Segundo a Anvisa, o objetivo é antecipar informações para avaliar o cenário em torno da necessidade ou não de doses adicionais das vacinas contra Covid-19 em uso no Brasil.



A Anvisa também fez o pedido para a Fiocruz e para a Janssen (leia mais aqui e aqui). O órgão também discute os dados da dose de reforço com a Pfizer.



A vacina do Instituto Butantan, desenvolvida em parceria com a Sinovac e também conhecida como vacina CoronaVac, possui esquema de duas doses e possui autorização de uso emergencial no Brasil.



DOSE DE REFORÇO
Na última quarta-feira (25), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que a terceira dose da vacina contra a Covid-19 vai começar a ser aplicada em idosos de 70 e 80 anos e em imunossuprimidos a partir do dia 15 de setembro (leia mais aqui).
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!