Rio de Janeiro confirma 74 infectados pela variante delta




O número de infectados confirmados pela variante Delta do novo coronavírus saltou para 74 no Estado do Rio de Janeiro, nesse sábado (17.jul.2021). O Paraná também confirmou o 9º caso.

Em todo o Estado, a nova variante já foi confirmada em 11 cidades, além da capital: Duque de Caxias, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Maricá, Mesquita, Niterói, Nova Iguaçu, Queimados, Seropédica e São João de Meriti.

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, escreveu em uma publicação no Twitter sobre os casos confirmados na capital.

“Variante Delta realmente está se instalando no Rio. Recebemos a confirmação de mais 15 resultados positivos do laboratório da UFRJ e um do (laboratório particular) Dasa. Com mais 7 que tínhamos da Fiocruz, ao todo 23 casos confirmados”, escreveu o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, em uma publicação no Twitter.


Os números divulgados por ele se referem apenas à cidade do Rio de Janeiro. O município registrou na semana passada os primeiros casos de covid-19 causados pela nova cepa.



Receba a newsletter do Poder360
todos os dias no seu e-mail


A prefeitura do Rio informou nesse sábado (17.jul) que encerrou 150 festas e eventos clandestinos desde o início do ano por descumprimento das medidas de prevenção contra a covid-19. Na noite de 6ª feira (16.jul), a Secretaria de Ordem Pública fechou uma festa com 300 pessoas na Barra da Tijuca, na zona oeste da capital.

A variante delta já está em transmissão comunitária na capital fluminense, segundo Soranz. Isso significa que as infecções não estão mais ligadas a casos de pessoas que se infectaram em outras localidades.





Já no Paraná, o 9º caso confirmado é um homem de 46 anos, que mora em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, dos 9 infectados, 2 morreram: uma grávida de 42 anos e um homem de 58 anos.

Outros Estados que também já identificaram infecção pela variante indiana são: São Paulo, Minas, Pernambuco, Maranhão e Goiás.

No total, o Brasil registra 96 casos confirmados da variante delta em 7 estados, segundo um levantamento feito pela CNN.
VARIANTE DELTA

Identificada inicialmente na Índia, a variante é considerada preocupante pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Essa mutação do Sars-CoV-2 é considerada mais infecciosa e também pode ter maior potencial para causar reinfecções.

Por causa da nova cepa, os governos de Rio de Janeiro, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Santa Catarina começaram a adotar intervalo menor entre as doses dos imunizantes da AstraZeneca e da Pfizer. O objetivo é aumentar a proteção rapidamente, sobretudo entre os grupos mais vulneráveis. As reduções são de 12 semanas para 10 ou 8 semanas.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), anunciou nessa 5ª feira (15.jul.2021), que a Prefeitura analisa a necessidade de uma dose de reforço para idosos, que seria aplicada em outubro.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) alertou para a não existência de estudos conclusivos sobre a necessidade de uma 3ª dose.

As medidas de prevenção recomendadas contra a nova variante são as mesmas: evitar aglomerações, manter distanciamento físico, usar máscara, higienizar sempre as mãos e buscar a vacinação quando estiver disponível para a sua faixa etária.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!