Israel identifica queda na efetividade da vacina da Pfizer para casos sintomáticos




País destaque na imunização contra a Covid-19, Israel sinalizou nesta segunda-feira (5) para a queda da efetividade da vacina da Pfizer contra infecções e casos sintomáticos da doença para 64% desde 6 de junho. Ainda assim, o imunizante da farmacêutica americana segue com 93% de efetividade na prevenção de hospitalizações e casos graves da doença. As informações são de reportagem da agência Reuters.



Os dados sobre a efetividade da vacina foram divulgados pelo Ministério da Saúde de Israel. Segundo a reportagem, a pasta não informou quais eram as taxas anteriores de efetividade da vacina. Em 14 de junho, o país havia informado que a vacina tinha alcançado 96% de efetividade contra hospitalização pela variante delta após duas doses.



A matéria destaca que a queda na efetividade coincide com a disseminação da variante delta e o relaxamento das restrições de distanciamento social no país.



Em meados de junho, Israel chegou a retirar a obrigatoriedade do uso de máscara em locais fechados, mas, 11 dias depois, o uso voltou a ser obrigatório por causa do aumento de casos.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!