Advogado aciona Ministério Público Federal contra fala homofóbica de Bolsonaro e assina como 'bicha'




O advogado Tiago Pavinatto acionou o Ministério Público Federal para que mova uma ação penal contra Jair Bolsonaro e contra a Jovem Pan pelo crime de racismo qualificado devido a falas homofóbicas proferidas pelo presidente nesta quarta-feira (21).

Durante entrevista à Jovem Pan de Itapetininga, um dos funcionários da rádio disse que tomou ivermectina quando foi contaminado pela Covid-19. O remédio é ineficaz contra o coronavírus e é defendido sem fundamentação científica pelo presidente.

Em resposta, Bolsonaro disse: "cuidado, ivermectina mata bichas, hein? Toma cuidado".

Em 2019, o STF definiu que homofobia e transfobia devem ser enquadrados na lei dos crimes de racismo (7.716/1989) até que o Congresso aprove legislação sobre a matéria.

Pavinatto se apresenta na peça como advogado, comunicador e "bicha".

"Em mais uma demonstração de desprezo à solenidade do cargo que ocupa, fez uma de suas famosas 'brincadeiras' com o apresentador, uma ironia que, contudo, foi incapaz de ocultar sua natureza agressiva e criminosa", escreve o advogado no documento.

A pena prevista para quem pratica, induz ou incita a discriminação ou preconceito em meios de comunicação é de reclusão de dois a cinco anos e multa, de acordo com a lei 7.716/1989.

Classificação Indicativa: Livre
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!