Justiça Eleitoral aceita denúncia de fraude de gênero em Santa Cruz da Vitória e marca data do julgamento




Uma ação de impugnação de mandato foi aceita pela Justiça Eleitoral contra candidatos a vereador do partido PSDB da eleição de 2020 de Santa Cruz da Vitória. A ação foi protocolada pelo partido PSD, que afirma que os candidatos do PSDB teriam sido beneficiados por uma suposta fraude na cota de gênero, que estabelece a proporção de mulheres no total de candidatos. Segundo a denúncia, uma candidata teria sido incluída na lista de candadatos apenas para cumprir o percentual mínimo de participação feminina, não teria efetivamente concorrido nem mesmo teria feito campanha. O pedido da ação é para que a Justiça Eleitoral anule os votos dos candidatos supostamente beneficiados, com a impugnação dos mandatos do partido, reconte os votos e condene a candidata e o presidente do PSDB à ilegitimidade por oito anos. O Ministério Público Eleitoral opinou por excluir do processo os candidatos não eleitos, por ser uma ação de impugnação de mandato, mas considerou que a ação deveria ser aceita pela Justiça Eleitoral. A juíza eleitoral Camila Vasconcelos Magalhaes de Andrade aceitou a continuidade da ação, informando que foi protocolada dentro do tempo legal, retirou do processo os candidatos não eleitos e marcou a audiência de instrução e julgamento para o começo de julho, que deverá ser feita por videoconferência.
José Nilton Calazans
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!