CPI aprova quebra de sigilo de Pazuello e outros integrantes do 'gabinete paralelo'




A CPI da Pandemia do Senado aprovou nesta quinta-feira (10) requerimentos sobre a quebra de sigilo de integrantes do chamado 'gabinete' paralelo de Jair Bolsonaro na gestão na pandemia. Entre os alvos estão os ex-ministros da Saúde Eduardo Pazuello e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro; o auditor do Tribunal de Contas da União (TCU), Alexandre Figueiredo Costa e Silva; o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos, Hélio Angotti Neto; e a diretora do PNI (Programa Nacional de Imunizações), Francieli Fontana Fantinato.



Também estão entre os alvos personagens próximos ao ex-ministro Pazuello, como o advogado Zoser Plata Bondin Hardman de Araújo, e o ex-secretário executivo e atualmente assessor especial da Casa Civil, Élcio Franco.



Além dos registros das conversas telefônicas, os senadores também terão acesso às conversas por aplicativos de mensagens, históricos de pesquisas na internet e também possíveis registros de locomoção registrados em aplicativos de localização, como o Googlemaps.
Pinterest

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Site Tribuna conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Site Tribuna um site de credibilidade!