Senador protocola requerimento para levar Bolsonaro a CPI



O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou um requerimento para convocar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a depor na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid. A solicitação foi formalizada na manhã desta quarta-feira (26). A tendência e de que a solicitação seja votada pelos integrantes da comissão ainda nesta quarta. Os senadores votaram ainda a convocação de governadores. Os senadores realizam uma reunião secreta para discutir o rumo das investigações. Existe uma divergência entre os parlamentares, pois alguns integrantes acreditam que a CPI não pode convocar chefes de outros poderes, o que na prática impediria a convocação tanto dos governadores quanto dos prefeitos. Durante a comissão relacionada ao ex-bicheiro Carlinhos Cachoeira, o ex-governador de Goiás, que estava no cargo, Marconi Perillo, obteve decisão favorável no Supremo Tribunal Federal (STF) para não depor. Em diversas manifestações públicas, o presidente Jair Bolsonaro criticou os integrantes da comissão e o andamento dos trabalhos. Ele ameaça inclusive de baixar um decreto impedindo medidas restritivas nos estados, e usar as Forças Armadas para cumprir a determinação. ATUALIZADA - os senadores governistas negociaram para que Bolsonaro não fosse convocado. Em troca, prefeitos não serão chamados e apenas nove governadores, que não foram "visitados" pela Polícia Federal, serão ouvidos na CPI: Wilson Lima, do Amazonas; Ibaneis Rocha, do Distrito Federal; Waldez Góes, do Amapá; Helder Barbalho, do Pará; Marcos Rocha, de Rondônia; Antonio Denarium, de Roraima; Carlois Moisés, de Santa Catarina; Mauro Carlesse, de Tocantins e Wellington Dias, do Piauí. O ex-governador chamado foi Wilson Witzel, do Rio de Janeiro. Ele sofreu impeachment neste ano. Foi uma jogada de mestre do senador Rodolfe Rodrigues.
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!