'Para onde o título for, estará em boas mãos', diz presidente do Bahia de Feira




O Bahia de Feira está na luta pelo bicampeonato baiano. Neste domingo (23), às 16h, o Tremendão recebe o Atlético de Alagoinhas, na Arena Cajueiro, pelo jogo de volta da final do estadual. Em entrevista ao programa BN na Bola, da rádio Salvador FM 92.3, Jodilton Souza, presidente do clube feirense, exaltou seu modelo de gestão, mas disse que os dois times chegam em pé de igualdade e seja quem for o vencedor, o título estará em boas mãos.



"Acho que nós estamos credenciados. Se for para ganhar o título por organização, por disciplina, por planejamento, acho que é bem merecido ir para o Bahia de Feira. Mas no futebol não ganha só planejando, se ganha com coisas que a própria razão desconhece. No primeiro jogo, faço um gol aos 57 e tomo um gol aos 58. Poderia já estar mais tranquilo. Mas também se o Atlético ganhar o título será merecido, porque são gestões e modelos diferentes. O Atlético é o esforço sobre-humano, que conseguiu com muita galhardia, com muita competência de Albino Leite e sua equipe chegar dois anos consecutivos. Você imagina o esforço e o que aconteceu para o Atlético chegar. A gente chegou agora numa condição bem arrumada, organizada. No ano passado só não me classifiquei, porque perdi a última partida em casa. Então, a gente imagina que a final pode ter qualquer um dos vencedores. Para onde o título for, vai estar em boas mãos. Espero que seja uma grande partida como foi a de Alagoinhas e que se o Bahia de Feira for merecedor desse título, que ele fique aqui em Feira de Santana", disse.



O primeiro jogo entre Bahia de Feira e Atlético de Alagoinhas terminou empatado em 2 a 2. Quem vencer esse novo encontro levanta o caneco, enquanto uma nova igualdade leva a decisão para os pênaltis.



Jodilton fez uma análise dos modelos de gestão dos clubes baianos. Segundo ele, a maior dos integrantes da elite adotou o modelo de gestão empresarial.



"Estava discutindo a questão do futebol como um todo. O futebol mundial requer outro projeto de trabalho. O futebol raiz, o futebol paixão, o futebol que o dirigente vira presidente e diz que não tem dinheiro, mas tem amor pelo clube acabou. Hoje o futebol é profissional, é recurso, é dinheiro, é investimento. Veja que a Bahia tem mudado. O Bahia de Feira foi o pioneiro, mas atrás estão já vindo alguns que vão ter possibilidade de crescer. Por exemplo, nesse ano, das 10 equipes, tirando Bahia e Vitória, só duas equipes vem nesse processo de conselho, de eleição, de dirigente torcedor. Outros são empresa. Você tem o UNIRB, atrás tem o centro universitário. Tem o Doce Mel com uma grande indústria. Tem o Jacuipense que se juntou com o pessoal do Wet'n Wild com recursos interessantes. Tem a Juazeirense com Roberto Carlos que é dono. O Conquista tem Ederlane que é dono. Mudou essa concepção e aqueles clubes que não tiver quem investir, não vai existir. O Fluminense sucumbiu nesse ano. Não sei até quando o Atlético vai aguentar esse modelo. Conversei com Albino Leite que estava me falando o esforço e sacrifício que eles faziam. Porque não tem planejamento financeiro. Hoje nós estamos no dia 21, eu já planejei a Série D toda. Já sei quanto vou gastar, já existe o aporte feito, já sei quanto vou arrecadar. Então, não tem crise. Dia 2 o salário estará na conta dos jogadores, dos funcionários, alimentação de primeira. Observe na Europa, os principais clubes da Europa pertencem aos grandes grupos, aos grandes empresários. Se não fizer esse modelo não vai acontecer", afirmou.
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!