Em um mês, CPI evidencia falhas no combate à Covid e amplia investigação




Na última quinta-feira (27) a CPI da Pandemia completou 30 dias de atividades. Na primeira parte das investigações, a comissão do Senado apontou falhas no enfrentamento à Covid-19.



Os senadores devem ampliar, a partir de agora, o alcance das investigações para desvendar se houve desvio de verbas transferidas pela União a estados e municípios.



A Comissão Parlamentar de Inquérito foi instalada em 27 de abril, com Omar Aziz (PSD-AM) para a presidência e a indicação de Renan Calheiros (MDB-AL) para a relatoria.



A CPI da Pandemia já fez 13 reuniões semipresenciais. Os senadores aprovaram 363 requerimentos, sendo 85 para a convocação de testemunhas. Dez depoentes foram interrogados nos primeiros 30 dias. Entre eles, os quatro ministros da Saúde que ocuparam o posto ao longo da pandemia.



A Comissão é composta por 11 titulares e 7 suplentes, e contou com a participação frequente de senadores não membros. Ao todo, 47 parlamentares marcaram presença na CPI da Pandemia — 20 deles, através de videoconferência.
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!