Padre que congregou em Porto Seguro morreu vítima da covid

O padre Adriano Martins da Mata, 46 anos, que atuava em Portugal e era assistente Geral da Sociedade de Vida Apostólica Milícia de Cristo (Milicianos), no Espírito Santo, morreu na madrugada desta terça-feira (6) vítima de complicações da Covid-19. O padre atuou na Paróquia Nossa Senhora Aparecida no bairro Cambolo, e integrava na congregação dos padres em Porto Seguro. Ele viajou para o Brasil no final do ano passado para comemorar o aniversário de 100 anos da avó, mas não conseguiu retornar para Portugal por causa de restrições de voo devido à pandemia. No final de março, acabou adoecendo, foi diagnosticado com o novo coronavírus e não resistiu. Adriano da Mata estava internado na UTI da Santa Casa de Misericórdia, em Belo Horizonte, Minas Gerais. Como assistente geral, ele atualmente participava da diretoria do instituto Milícias de Cristo e auxiliava nas questões internas da instituição. Além disso, também foi responsável por duas paróquias em Nanuque, Minas Gerais, uma em Porto Seguro, na Bahia, e nos dias atuais cuidava de nove paróquias em Portugal. De acordo com o padre Reuber Daltio, que atua no Espírito Santo, o colega morava em Portugal e veio ao Brasil também para comemorar o centenário da avó. No entanto, ela acabou falecendo em fevereiro, antes da comemoração. (Na Mídia)
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!