Bahia tem 15 medalhas olímpicas na história; confira os baianos que poderão ir a Tóquio




A Bahia acumula 15 medalhas olímpicas conquistadas por seus filhos ao longo da história. De acordo com o levantamento feito pelo repórter Guilherme Ferreira, do Bahia Notícias, o primeiro baiano a subir no pódio olímpico foi o jogador de basquete Nilton Pacheco. Nascido na capital, ele fez parte do elenco da seleção brasileira que conquistou a medalha de bronze nos Jogos de 1948 disputados em Londres. Depois, outros 13 atletas também colocaram seus nomes no Olimpo.



Enquanto Nilton foi o desbravador, o ex-jogador de vôlei de praia Ricardo, de Salvador, e o canoísta Isaquias Queiroz, de Ubaitaba, são os maiores vencedores do estado com três medalhas cada um. O soteropolitano foi ouro em 2004, prata em 2000 e bronze em 2008. Já Sem Rim, como Isaquias é apelidado, é o recordista brasileiro de conquistas numa única edição. Ele abocanhou duas pratas e um bronze na Rio-2016.



Além de Ricardo, outros dois baianos já foram campeões olímpicos. Naturais de Salvador, o boxeador Robson Conceição e o volante Wallace, no futebol masculino, colocaram a medalha de ouro no peito nos Jogos de 2016.



Também estão na lista de medalhistas os jogadores de futebol Bebeto, Aldair, Dida, o nadador Edvaldo Valério, as jogadoras de futebol Formiga, Elaine e Fabiana, e a boxeadora Adriana Araújo, e o canoísta Erlon. Contudo, a quantidade de atletas não é a mesma de medalhas no total: em esportes coletivos, a vitória conta como uma só. Por isso se considera que Aldair, Dida e Bebeto ganharam apenas uma medalha pela prata no futebol em 1996.


Erlon Souza e Isaquias Queiroz | Foto: Alexandre Loureiro / Exemplus / COB



BAIANOS CONFIRMADOS EM TÓQUIO
Adiados de 2020 para 2021 por causa da pandemia global do novo coronavírus, os Jogos Olímpicos de Tóquio têm o início previsto para o dia 23 de julho. E a Bahia já tem alguns nomes confirmados para a nova edição do maior evento do esporte.



Na natação, a multicampeã da maratona aquática Ana Marcela Cunha já está com o passaporte carimbado para o Japão, assim como o nadador Breno Correia. Os ringues de boxe do Japão serão palcos para os socos que serão desferidos por Beatriz Ferreira, Hebert Conceição e Keno Marley Machado. A dupla medalhista olímpica da canoagem velocidade, Isaquias Queiroz e Erlon Souza, também remará nas águas nipônicas em busca novas conquistas. Juntos, eles ganharam uma prata na Rio-2016.



No futebol, as duas seleções garantiram vaga em Tóquio. Na masculina, o meia Marcos Antônio, nascido em Poções e jogador do Shakhtar Donetsk, já apareceu em convocações do técnico André Jardine e pode fazer parte do elenco que brigará pelo bicampeonato olímpico. Já entre as mulheres, a zagueira Rafaelle e a meia Ivana Fuso são sempre lembradas pela comandante sueca Pia Sundhage, além da incansável volante Formiga, de 43 anos, que já tem duas pratas na sua coleção.


Ana Marcela Cunha é uma das esperanças de medalha em Tóquio | Foto: Satiro Sodré / CBDA



Outros nomes ainda poderão surgir, já que ainda existem vagas abertas em algumas modalidades esportivas. Além de adiar os Jogos Olímpicos, a pandemia também impediu a realização de alguns torneios pré-olímpicos e as entidades esportivos ainda buscam adequar esses eventos no calendário ou estudam alternativas como selecionar os atletas através do ranking, como aconteceu com o boxe (lembre aqui).



Confira a lista dos atletas baianos com medalhas olímpicas:



1948
Nilton Pacheco (Salvador) - Bronze Basquete



1988
Bebeto (Salvador) - Prata Futebol



1996
Aldair (Ilhéus), Dida (Irará) e Bebeto (Salvador) - Prata Futebol



2000
Ricardo (Salvador) - Prata Vôlei de Praia

Edvaldo Valério (Salvador) - Bronze Natação



2004
Ricardo (Salvador) - Ouro Vôlei de Praia

Formiga e Elaine (ambas de Salvador) - Prata Futebol Feminino



2008
Formiga e Fabiana (ambas de Salvador) - Prata Futebol Feminino

Ricardo (Salvador) - Bronze Vôlei de Praia



2012
Adriana Araújo (Salvador) - Bronze Boxe



2016
Robson Conceição (Salvador) - Ouro Boxe

Wallace (Salvador) - Ouro Futebol Masculino

Isaquias Queiroz (Ubaitaba) - 2 Pratas e 1 Bronze Canoagem Velocidade

Erlon (Ubatã) - Prata na Canoagem Velocidade (com Isaquias)
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!