Em Wuhan, somente 6,9% da população tem anticorpos contra o coronavírus, mostra pesquisa




SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Há pouco mais de um ano, a OMS (Organização Mundial da Saúde) decretava a pandemia do coronavírus, originada em Wuhan, na China -ainda que equipes da própria autoridade máxima em saúde não tenham encontrado evidências que o surto se deu em um mercado de animais local. Nesta quinta, a cidade foi alvo do primeiro estudo a apontar quantas pessoas se infectaram com o vírus na região e desenvolveram anticorpos contra o patógeno.



Na pesquisa, publicada na edição desta quinta-feira (18) da prestigiosa revista científica The Lancet, foram analisadas 9.542 amostras de sangue para detectar anticorpos específicos contra o coronavírus Sars-CoV-2, o que indicaria uma infecção prévia pelo vírus, mesmo em casos assintomáticos.

Do total de amostras analisadas, 532 tiveram resultado positivo no exame de sorologia, o que aponta para uma prevalência de 6,9% (de 6,41-7,43%, com intervalo de confiança de 95%) da Covid-19 na população estudada.

O número, segundo os autores, é muito baixo e mostra que a chamada imunidade coletiva, ou seja, a taxa de pessoas em determinada população que apresentam anticorpos e seriam, portanto, imunes ao vírus, só virá com a vacinação em massa.

Mas, diferentemente de outros estudos sorológicos que buscaram fazer testagens aleatórias na população, o estudo populacional, longitudinal e transversal avaliou, de abril a dezembro de 2020, amostras selecionadas dos 13 distritos de Wuhan (transversal) que fossem representativas da população (populacional) em três momentos distintos (longitudinal).

Com uma população de cerca de 11 milhões de pessoas, os pesquisadores selecionaram cem comunidades em cada um dos distritos de Wuhan e, dessas comunidades, selecionaram aleatoriamente um total de 4.600 residências.

A primeira coleta de sangue e de dados foi feita nos dias 14 e 15 de abril. A segunda visita foi feita em junho e a terceira, entre os dias 9 de outubro e 5 de dezembro.

Embora a soroprevalência encontrada na população tenha sido de 6,9%, essa taxa variou de cerca de 3%, nos indivíduos com idades de 12 a 17 anos, a 9,5% para aqueles com 66 anos ou mais. Também foi maior a taxa de mulheres (7,7%) com anticorpos para o Sars-CoV-2 em relação aos homens (6,22%).
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!