Sem Auxílio, aprovação de Bolsonaro despenca. Moro vence




Pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta segunda-feira (8), mostra tendência de queda na aprovação de Jair Bolsonaro, especialmente entre os mais pobres. Em apenas dois meses, a avaliação positiva do governo (ótimo/bom) recuou 8 pontos percentuais, de 38% para 30%. E a avaliação negativa (ruim/péssimo) subiu de 35% para 42%. A piora é acentuada no grupo com renda familiar mensal de até 2 salários mínimos (45%). Outros 25% consideram o governo regular, enquanto 3% não responderam. A rejeição ao governo Bolsonaro também cresceu de forma expressiva, entre janeiro e fevereiro, nas regiões Norte e Centro-oeste (de 32% para 40%) e Nordeste (de 43% para 48%), sobretudo nas periferias (de 46% para 56%). Em contraste, a aprovação do presidente cresceu na região Sul (de 31% para 35%). A pesquisa XP/Ipespe foi realizada no período de 2 a 4 de fevereiro e ouviu 1.000 eleitores de todas as regiões do Brasil por meio de entrevistas telefônicas conduzidas por operadores. A margem máxima de erro é de 3,2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!