MP-RJ denuncia e pede prisão de técnica de enfermagem por falsa vacinação




Uma técnica de enfermagem, de 42 anos, que não aplicou a vacina CoronaVac em um idoso em Niterói, no Rio de Janeiro, foi denunciada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) na sexta-feira (19). O órgão também pediu à Justiça a prisão preventiva dela. De acordo com o G1, Rozemary Gomes Pita foi indiciada pela polícia por peculato e crime contra a saúde pública.



A profissional da Saúde prestou depoimento à Polícia Civil em que alegou que estava "extremamente cansada e estressada".



O argumento apresentado pelo MP para a prisão preventiva é de que "tratando-se de uma profissional de saúde, sua liberdade traz riscos para a ordem pública, sendo a custódia cautelar preventiva solicitada a medida necessária para a prevenção do crime narrado".



Conforme a reportagem, a 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Territorial do núcleo de Niterói afirma que os crimes cometidos Rozemary são dolosos, e o caso de peculato prevê prisão por mais de quatro anos.



A técnica também foi denunciada por não cumprir determinação do poder público para impedir propagação de doença contagiosa.



A denúncia foi apresentada à Justiça na sexta-feira (19). O G1 tenta entrar em contato com a defesa da técnica de enfermagem.
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!