Mulher Que Usava Carne Das Suas Vítimas Para Cozinhar Morre De Covid-19




Uma criminosa russa, que fazia refeições com a carne dos corpos das suas vítimas, morreu vítima de Covid-19.


Sofia Zhukova, de 81 anos, morreu na prisão, onde aguardava para ser julgada por, pelo menos, três homicídios. A polícia suspeitava, contudo, que esta seria responsável por outras quatro mortes.

A sequência de homicídios teria tido início com a morte do seu marido em 2005. Entre as vítimas da serial killer estaria uma menina de oito anos com quem a idosa se chateava por fazer demasiado barulho enquanto brincava. A menina teria sido morta depois de atirar um sorvete na homicida, após ela a ter mandado fazer menos barulho.

A mulher foi detida depois de um homem, a quem tinha alugado um quarto na sua casa, ter desaparecido, em janeiro de 2019. Durante a investigação, a polícia encontrou vestígios de sangue da vítima nas facas de sua casa.

Uma vizinha recorda que a mulher não era uma pessoa muito simpática, mas que por vezes surgia na comunidade para oferecer pratos de comida confecionados por ela. Foi aconselhadaa não aceitar a comida porque não sabia do que era feita.

Mais tarde, a criminosa admitiu à polícia que usava carne das suas vítimas para cozinhar.

O caso, que estava a sendo julgado no Tribunal Regional de Khabarovsk, foi adiado devido às restrições impostas pelo novo coronavírus. A mulher, já octogenária, sabe-se agora que terá ficado infetada e nãoresistiu.
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!