Após saída da Ford do Brasil, CNI pressiona para que Poder Público reduza custo Brasil




Após o anúncio da Ford de que irá encerrar a produção de veículos no Brasil, impactando diretamente a fábrica situada em Camaçari, na região metropolitana de Salvador (leia mais aqui), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) pressionou nesta segunda-feira (11) o Poder Público a reduzir o custo Brasil para evitar a debandada de outras empresas multinacionais.



Em nota, a entidade afirmou que que a saída da montadora é “um sinal de alerta para os governos federal, de estados e municípios, além do Congresso Nacional, sobre a necessidade de aprovar, com urgência, medidas para a redução do Custo Brasil”. “Entre elas, a reforma tributária se apresenta como a prioritária para a redução do principal entrave à competitividade do setor industrial brasileiro”, diz trecho do comunicado.



Diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi lamentou a saída da Ford do país. “Entendemos que a decisão está alinhada a uma estratégia de negócios da montadora. Mas, o ambiente de negócios é um dos fatores que pesam no momento de decisão sobre onde permanecer e onde fechar. O Brasil tem que lutar para melhorar sua competitividade, pois, além das fábricas, há toda uma cadeia automotiva que inclui redes de concessionárias, fornecedores de partes e peças e diversos outros serviços. Essa decisão reforça a urgência de se avançar na agenda de competitividade e redução do Custo Brasil”, diz Abijaodi.
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!