Damares diz que Brasil precisava de presidente "macho" para combater a violência contra as mulheres




A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou neste sábado que somente com a chegada de um presidente "macho" ao Palácio do Planalto, o Brasil se tornou capaz de combater a violência contra a mulher no Brasil.

A declaração controversa foi dada durante o lançamento do projeto Casa da Mulher Brasileira, em Goiânia. A ministra tem viajado pelo Brasil para divulgar o programa e na semana passada esteve em Salvador.

“Vamos enfrentar a violência contra a mulher, contra o idoso, contra a criança. Foi para isso que esse governo veio. Nós precisávamos de um presidente corajoso. Macho. Pois chegou. Acabou. Nós vamos enfrentar os agressores", disse Damares. 

A primeira-dama Michelle Bolsonaro também estava no evento e permaneceu ao lado da ministra dos Direitos Humanos durante o seu discurso, além do governador Ronaldo Caiado (DEM) e do prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB). As informações são do UOL.

Damares destacou que a intenção do projeto é acolher as mulheres em situação de risco e vítimas de violência doméstica, no centro que atende diferentes áreas. O investimento da Casa da Mulher em Goiânia foi de R$ 10 milhões.
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!