Após Caso Beto Freitas, Carrefour Anuncia Que Deixará De Usar Seguranças Terceirizados




O Carrefour Brasil anunciou nesta sexta-feira (4) que vai interromper a contratação de serviços terceirizados de segurança e irá contratar profissionais próprios para atuar em suas lojas.

Segundo reportou o jornal Folha de S. Paulo, o processo de mudança terá início em dez dias e começará pelos hipermercados do Rio Grande do Sul, segundo comunicado do grupo.

Em novembro, João Alberto Silveira Freitas, um homem negro, morreu após ser espancado e asfixiado por seguranças em uma unidade do Carrefour em Porto Alegre.

Nesta sexta-feira (4) a Brigada Militar do Rio Grande do Sul desligou o policial temporário preso pela morte de Freitas, diz a publicação. Ele fazia “bico” de segurança no local.

A sugestão para a internalização dos serviços de segurança partiu do Comitê Externo e Independente, uma iniciativa independente criada para assessorar o Carrefour Brasil após a morte de Freitas.

De acordo com a Folha, o time é composto por especialistas e líderes de movimentos negros.
Compartilhe no Google Plus

Sobre SITE TRIBUNA

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Site Tribuna. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!